O meu amor te fez bem



O meu amor te fez tão bem que mal soube compreender. Você aprendeu a amar da maneira mais simples e sutil. Percebeu que o encontro de almas é único e inexplicável. E então me sinto com a missão cumprida, pelo menos por hora.

Hoje um filme passou em minha mente. Tantas fotografias tirei de você nos momentos mais espontâneos. Tantos sorrisos e olhares profundos, brincadeiras bobas e agarrões, que me fez inteiramente sua. Pirraças de amor, lágrimas de saudade, entre oscilações de querer e bem querer, planos de fuga foram traçados. Iríamos pra longe, onde só eu, você e o mar bastavam. Olhar de ciúmes, respostas mal educadas, mãos bobas, beijos na escada, puxões de cabelo e desejo intenso sem hora ou lugar.

Somos parceiros de felicidade, cumplicidade e afinidade. Tanta "idade" em tão pouco tempo, só existe onde o amor faz ninho. Ainda que negue, negar não te impede sentir. Nos entendemos pelo olhar que tanto diz. O seu olhar me diz o que não consegue pôr pra fora, mas enfim conseguiu perceber. Você me diz: "te quero", "te entendo", "te respeito", "te desejo", "te amo", quando seus olhos brilham em minha direção.

Nesses (poucos) anos, você foi meu ar, meu alimento e minha alegria de viver. Passeou em meus sonhos em tantas noites e quando acordava, você não estava ao meu lado. Mas quando estava, as horas paravam. Não queria dormir pra poder te olhar pela madrugada, enquanto pedia a Deus para não amanhecer. O seu cheiro reconheço de longe. A sua inquietude me incomoda. A sua sede me seca e o seu sorriso me motiva a continuar. Agora tento sobreviver sem você. Me falta ar, prazer e conforto, mas não sinto mais aquele vazio de te ter parcialmente.

Tudo que pode me dar é "solidão com vista pro mar", tanta coisa pra lembrar. Sim, querendo ou não, já temos passado e presente. Já fizemos história e teremos lembranças eternas.

Bordamos uma colcha que me aquece nos dias em que me sinto só. Aprendi a te perdoar por toda dor causada, sobretudo por não saber o quanto sua indecisão me maltrata. Ainda não percebe a importância desse encontro, e por isso, está deixando ir sem reconhecer o valor deste momento. Mas, apesar de tudo, meu sorriso nunca mais será o mesmo e depois de você, nunca mais representará uma simples expressão de simpatia baiana. O meu sorriso é de felicidade de saber que você existe e, mesmo sem estar ao meu lado, você é real e em algum lugar pensa em mim.

Ainda te digo: "quero dançar com você", mesmo quando você responde que "eu não sei dançar tão devagar pra te acompanhar".

Amor é amor. Que bom que entendeu.  Os céus festejam. Na próxima vida me esforçarei para chegar mais cedo, prometo! Sem dúvida, nos reconheceremos no primeiro olhar e aí então, dançaremos no mesmo ritmo e numa canção de nossa própria autoria. 


Comentários